quinta-feira, 27 de maio de 2010


Estou sentada no meu quarto. Luzes apagadas e janela subida. São quase onze da noite.
Tenho uma lua enorme e a vista iluminada de uma cidade que aprendi a amar.
Há um ano atrás era-me impensável estar onde estou, fazer o que faço, estudar o que estudo, amar quem amo. Esqueci pedaços do meu passado, pedaços que supostamente deveriam ser importantes, ou pelo menos achava que seriam na altura, mas não o são porque mal restam lembranças. A minha vida apagou-os como se apagam memórias das idas ao supermercado. Sou feliz com as escolhas que fiz, feliz por estar onde estou, por fazer o que faço, por estudar o que estudo, por amar quem amo. Nem tudo é fácil, muito pouca coisa o é, mas estou feliz. Estou longe da cidade onde nasci e é cansativo vir para cá, mas a verdade é que me sinto bem aqui. Fico feliz pelo destino me ter trazido para cá. Por mais incrível que pareça, a probabilidade de vir para era de 0.003%, não havia vontade porque era inimaginável na altura tal coisa, porque a minha vontade era outra, porque me senti tentada a seguir outros caminhos, fazer outras escolhas. Desisti deles à ultima da hora, no último segundo, de vários deles, várias vezes. Tive tão incrivelmente perto de outros caminhos, que me teriam, sem dúvida, traçado um presente diferente. Fechei muitas portas a deixá-los para trás. Mas, muitas outras abriram-se. Uma delas vai-se abrir daqui a pouco, trazendo uma de muitas razões de eu ser feliz a estudar cá.

terça-feira, 25 de maio de 2010

O Liedson e o Nuno Gomes então.. Oblá


Para quem ainda não deu conta o mundo da publicidade está a atravessar tempos difíceis. Toca a todos. Paciência.
Aquela mulher que desidrata porque chora em funerais (?), aquele tipo que tem duas fontes de água a nascer debaixo dos braços (no-jo), os famosos a aparecerem a publicitar e a (tentar) tocar a vuvuzela (é a vidinha, trabalhinhos da treta toca a todos..) Estes publicitários andam em paranóia, só pode.
Outra enormidade é a música I'got a feeling.. Mundo publicitário,, atentem no que eu vou dizer.. Já ninguém suporta, já não dá, é aquilo e marchas populares/casamentos de Santo António.. Oblá. Esqueçam lá o pessoal a cantar essa cena, aquelas tiradas brilhantes do " O Ronaldo têm um feeling e uma certeza".. esqueçam o Liedson e o Nuno Gomes a (definhar) cantar, esqueçam, sim?
Vamos lá inovar e tentar criar um anuncio sem essa música, vá lá, vocês conseguem, eu sei que sim.

sábado, 22 de maio de 2010

O puto ( filho dos meus vizinhos ) arranjou uma vuvuzela.
E o que tenho a dizer é que aquela cena não é mais nem menos do que a mais recente forma legal de tortura. Está visto que o puto têm uma. Bonito.

Ora bem, vamos lá ver isto.. eu tenho tudo para estudar, mas o que acontece é que está sol, está calor, e é quase desumano ter que estudar assim, certo? "Certo!" ( a fazer de conta que responderam ). Ainda bem que me compreendem.
Digamos que o que se passa comigo é a celebre cena do " tenho problemas de motivação até ter problemas de tempo ".

( Pausa para respirar, afinal foi uma frase forte )

Resta acabar este post tão profundo com a igualmente famosa frase ( hoje estou com isto das frases, o que é que querem?? ), dos Xutos, essa frase tão sábia, que capta tudo o que quero dizer, que é: Aiiii a minha vida!

terça-feira, 18 de maio de 2010


Quando conhecemos alguém e até sentimos alguma afinidade é normal achar que essa pessoa ou essas pessoas são o melhor que imaginamos. Mas não são.
Nota mental (e a reter): Nem todas as pessoas são como nós achamos que elas são. Normalmente são piores.

sexta-feira, 14 de maio de 2010


Uma guatemalteca que estava de férias em Barcelona, na Espanha, simulou o próprio sequestro com o objetivo de prolongar sua a permanência no país europeu para se continuar a encontrar com um amante, segundo o jornal "El Mundo".

Até que enfim alguma notícia relevante para o mundo feminino. Com esta ideia, creio que cerca de 93% dos nossos problemas estão resolvidos.
O Papa foi-se embora. A actualidade noticiosa voltou ao normal. Ámen.

terça-feira, 11 de maio de 2010


A minha semana académica acabou, it's over (thank god!).
Sendo que foram sete noites de muita música, animação, e regada a bastante álcool, que é como se quer uma festa académica. Depois de uma semana destas uma das únicas ilações que consigo tirar é que os estudantes universitários deveria ter prioridade nas listas de transplantes de fígado, é porque um dia, estou em crer que grande parte vai precisar. E faço uma pequena ideia dos paizinhos em casa, (os meus inclusive): "Ah o meu filho anda na universidade, aquilo é muito complicado, coitadinho" e é mesmo, muito complicado diria eu, sete altas noites é uma prova de fogo, quem conseguir ter as cruzinhas nos dias todos, acho que está apto para quase tudo e preparado para a dificuldade que é a vida. "Gasta-se muito dinheiro, mas a maior parte é para fotocópias..", "Passa os dias a estudar.." Hum.. se calhar, não.
Deste modo, resta-me reaprender a viver em sociedade, que se traduz por dormir à noite e estar acordada de dia, coisa que não é tão fácil como possa parecer.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

S.A.B

E quando é que percebemos que estamos na semana académica, hum? Quando vemos alguém às 3 da tarde e essa pessoa nos diz "Bom Dia".
Para além disso, eu gostava que me explicassem que batatas fritas não é um bom pequeno-almoço, nem almoço.. nem sequer nada que eu deva ter em casa, expliquem devagarinho para ver se eu percebo.
Expliquem que 5/6h são horas de muitas pessoas irem trabalhar e não de irem dormir.
Expliqem que dormir pouco é incompatível com fazer qualquer coisa de produtivo. Expliquem-me.. eu estou a precisar..

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Esta semana é a minha semana académica . Atentem na hora, são 15.50 da tarde e já tou acordada desde as 13. Deitei-me às 7h. Acho que não é preciso dizer mais nada. E sim, vou passar os próximos dois meses a dormir.

Flickr Images