quarta-feira, 31 de agosto de 2011

...

 UPS...

"Uma publicação adiantou que a companheira de Pinto da Costa pode estar grávida. Resta saber é quem será o pai, já que o presidente do Porto fez uma vasectomia."
 Correio da Manhã

terça-feira, 30 de agosto de 2011

...


Daqui a 2 ou 3 semanas voltam as promessas, os auto-compromissos, os agora é que vai ser *.

Este ano vou dar tudo, queimar os últimos neurónios. Esforçar-me à séria.
Este ano não vou ficar a dormir nas teóricas, nem arrisco ficar tapada às práticas.
Não, não, este ano é que vai ser!
Este ano vou começar a fazer os relatórios e os trabalhos a tempo. Acabou-se a história de guardar tudo para a semana de entrega, acabou-se o deixar andar. Este ano vou-me organizar melhor e a agenda vai passar a andar todos os dias comigo, em vez de ficar sempre em cima da secretária.
É este ano que vou, finalmente, meter tinteiros na impressora e acabar com a desculpa de ter que imprimir aqui e ali os trabalhos. Vou ser mais eficiente e perder menos tempo.
Este ano vou sair menos e estudar mais. Vou tomar menos cafés. Vou fazer refeições mais equilibradas.
Este ano não vou deixar acumular matéria, por estudar. Este ano não vou faltar às aulas mais secantes. Custe o que custar eu vou estar lá. Vou deixar de fazer desenhos nos cadernos. Vou tirar mais apontamentos. Vou tirar mais dúvidas.
Este ano, eu ganho juízo e dou  all i've got.


* E a magia de tudo isto é saber que, no fundo, apesar de todas as promessas e do
 entusiasmo inicial, as coisas vão ser como sempre foram.
Mas que, de certa forma, precisamos de nos auto-comprometer para acreditar que sim,
que tudo vai correr como esperamos.

...


Poucas coisas me sabem melhor do que um bom e demorado banho. 
É, sem dúvida, o meu melhor anti-stress.


segunda-feira, 29 de agosto de 2011


José Maria Tallon foi trocado por motorista.

Sofia Ribeiro e Telmo C., “motorista da clínica”, mantinham um caso há “aproximadamente dois meses”. José Maria Tallon descobriu a traição “15 dias depois” e despediu imediatamente o funcionário.
Nova Gente

Eu não percebo. Então um funcionário, ali, coitado, a zelar pelo bem-estar da esposa dele, a garantir que ela estava a aproveitar ao máximo as férias, a prestar os seus serviços à... família, a fazer horas extra e o senhor Tallon ainda o demite. É que não se faz. Coitado do senhor.

domingo, 28 de agosto de 2011

...

O site da Asos é sempre um site de auto-flagelação.
Ai vida..


Acho que descobri a marca do vestido da sacana da Mariana Monteiro. Só que já só há em preto.

...

Miss this. 

...


A blogoesfera é um sítio interessante.

Primeiro andava tudo maluco para poder usar uma saia, apanhar sol e dar uns bons mergulhos. Repetiram-se, incessantemente, os apelos a esta tão esperada estação do ano. " Ai que é uma chatice ficar colado ao aquecedor, ai que giro era pôr o meu pezinho numa sandália, ai que já não se pode, que isto de andar sempre com guarda chuva atrás já ninguém aguenta.. " e por ai.
O verão chegou e, em pleno Agosto, já anda tudo louco que nunca mais é outono, que cházinho quente e cobertores é que é bom.
Tenham calminha, sim? Tudo tem o seu tempo, e ele passa rápido, demasiadamente rápido, não se apoquentem.

...

Hoje aconteceu-me aquela coisa gira not , que é..

Pensar que já tinha desligado uma chamada e, raio do touch que é uns trabalhos para desligar,  começo a falar com outra pessoa, nomeadamente digo coisas que a primeira não era suposto ouvir e só depois reparo que a mesma ainda está a ouvir a conversa. É sempre bom quando isto acontece.

Vou só procurar um buraquinho.. já volto.

sábado, 27 de agosto de 2011

...


Um tipo que eu não conheço deixou-me uma mensagem no facebook, que dizia..

"Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas.."

Tão fofo. Garanti logo que ele ficava bloqueadinho, mas num lugar bem confortável.

Qual é a ideia?

Será eu pensar:
Epá, grande homem, como é que ele conseguiu transcrever uma frase da net de forma tão brilhante.
Ou..
Epá, grande homem, não se interessa pela imagem da mulher mas sim pelo seu conteúdo, apesar de me ter enviado a mim, pessoa que ele apenas conhece pelas fotos..
Ou então..
Epá, grande homem, grande carácter, este homem é extremamente interessante e muito bem formado, vou já convida-lo para um café.

Enfim, tinha tudo para ser o inicio de uma bela amizade, eu sei, mas eu sou uma rapariga torcida, que posso fazer?

...


Tenho que mandar pôr uma sola nova nos meus botins, que eles, coitadinhos, já estão mais para lá do que para cá. Ou seja, quando os ponho numa superficie plana já descaem um para um lado e outro para o outro, de resto estão iguais como quando vieram para os meus braços.
Acho que independentemente das tendências que mudam todos os anos, os botins são transversais a todas elas e, para mim, durante uns bons tempos vão estar sempre in.

...


Já comecei a estudar para a época de exames de Setembro.
Tenho medo deste ano que vai começar. Porque não queria, de todo, ter que prolongar o curso além dos 4 anos que ele já tem e este ano vai ser, sem dúvida, a prova de fogo.
Fazer cadeiras que estão atrasadas. Lidar com cadeiras cada vez com um grau maior de dificuldade. Processo clínicos cada vez mais difíceis e professoras que não têm a simpatia como uma das suas qualidades. Aaai, damn it.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

...

Messi, honey, quero que saibas que não tenho absolutamente nada contra ti. 
                                                                  *
So é pena.. R E S P I R A R E !

* Como diz o meu querido namorado.

...


Incrível como, nos filmes, as camisas deles encolhem sempre durante a noite..
De manhã, quando as meninas as vestem, as camisas são no máximo um M, mesmo que eles tenham o porte de um jogador de Ragby.
Deve ser do tecido.. deve encolher durante a noite..

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

...

Este post é para quem chega aqui pela pesquisa: "gajas nuas".

Pois bem, decidi fazer-vos a vontade. ( Será que é desta que vou ter que por aviso de conteúdo para adultos? )

     
Hum que tal?
Pena é ser só o braço da amiga...


Eu e o namorado estávamos a ponderar ir ate Sanabria, Zamora, por causa de um lago e de um parque natural de que ouvimos falar.

Após um ano e tal a considerar a hipótese.. 5 minutos, na net, foi o suficiente para eu mudar de ideias.

"... Os oito quilómetros do desfiladeiro foram ultrapassados pela água, lama, rochas e árvores da torrente em 20 minutos, resultando na morte de 144 habitantes. A corrente chegou a atingir nove metros de altura.
Apenas 28 corpos foram resgatados; os restantes desapareceram para sempre no fundo do Lago de Sanábria, onde a imensa torrente desembocou logo a seguir à destruição de Ribadelago..."
Wikipédia


Por ele íamos na mesma. Tudo bem que foi há 50 anos mas por via das duvidas, por mim, se calhar ficamos em casa, em vez de andarmos com ideias peregrinas.

Eu não sou fundamentalista, mas cemitérios flutuantes não são para mim..
Não vá de se dar um mergulho e vir um braço alheio preso no bikini.

...

Pensamento de uma estudante universitária.


...


Quando se escolhe um curso, facilmente se fecha muitas das outras possibilidades de carreira.
E incrível como isso é taxativo. Como uma única escolha e capaz de mudar o resto da vida.
Dá vontade de olhar para trás e perguntar onde é que se estaria agora, caso se tivesse optado por outra coisa.
Provavelmente muitas das pessoas que conhecemos seriam diferentes. Certamente, essas escolhas, teriam-nos levado para outros sítios, para outras vidas. 

Eu gostava tanto de tanta coisa, que acabou por ser difícil traçar o caminho que queria seguir. 

No início, adorei a liberdade criativa de um designer. Amei todas as poucas disciplinas que tive e os projectos que fiz. Andei ali um tempo com design de equipamentos a pairar no ar.
Acabou quando percebi que não ia ter as provas de ingresso necessárias. Ups, sou de ciências..
Para sossegar ao vício transformo móveis, pinto paredes, pinto azulejos, pinto  rabisco quadros, enfim, o diabo a quatro.

Mais tarde, via-me perfeitamente numa redacção, a escrever.
Mas tive medo desse bicho que anda para ai, chamado desemprego. Não tive coragem. Não tive audácia. Pode parecer irrisório mas era sempre escolhida para escrever para o jornal da escola, ganhei alguns prémios, era sempre escolhida para ler " a composição do teste" e tive textos meus expostos na biblioteca. Pediu-me, ainda uma vez, uma professora se podiam usar um texto meu (?). Eu disse que sim e ela transformou-o numa carta, que enviou para todos os professores e todos os funcionários do agrupamento escolar, porque o achou um alerta cívico - e que todos precisam ler -. Senti-me honrada, mas, mesmo assim, não sabia se era boa o suficiente. O facto de isso acontecer não era um argumento assim tão sólido, mas era uma semente.
No fundo, pode parecer irrelevante todas estas coisas, mas era o que tinha naquela altura.
Mesmo assim, achei que  teria de ser extremamente boa na escrita, nas palavras, para arriscar jornalismo.. e eu não tinha essa certeza.
Como sempre fui de ciências evitei o desvio e poupei os "então mas tu andaste em ciências!?". Mas ficou-se-me a paixão. Ficou-se-me este blog, que me satisfaz alguma da vontade de escrever.

No 12º segundo descobri o curso perfeito. Arquitectura paisagista, ora tenho a componente artística da coisa aliada a botânica, matemática, física, que me eram mais familiares. Pronto, acabou a minha busca. Só que, enquanto todos concorriam com a nota de Geometria Descritiva eu concorria com a nota de Matemática A. Contas feitas - não entrei. Malditas décimas que me andaram a atormentar e por quatro ou cinco lá se vai um sonho, para onde não o vemos mais.

Acabei em saúde pela magia do "poder ser útil e ajudar os outros". Facilmente me conformei. Que era a segunda área de opção, depois da arquitectura. Pude finalmente usar as provas de ingresso, para as quais estudei, ufa, estava difícil, mas pronto.
Espero ter encontrado o meu caminho.

A todos os pobres coitados que vão concorrer agora, pensem bem, com calma no que querem.
No fundo, é apenas uma decisão, mas que acaba por poder mudar uma vida inteira.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

...


Que saudades de tomar o pequeno almoço, na cama, com o namorado.
As coisas mais simples são, sempre, as que mais fazem falta.

...

Ando a dormir com dois cobertores,  dois !!!
Agosto, are you there??

...

Este verão já despachei..

Blindness;
Closer (nunca tinha visto ate ao fim);
Inception;
A 4ª temporada de Gossip Girl;
A primeira temporada de Pretty Litlle Liars;
A ultima temporada de Will&Grace, (uma das minhas séries de sempre);
Um festival de verão com as amigas;
E uma semana de férias com o namorado.

Nada mau..


...



Do Facebook

Uma tipa, do meu curso, colocou uma foto de um cão como principal do seu perfil.
E a primeira coisa que uma pessoa pensa, aquele raciocínio instantâneo, quando vê, é : " Epáááá, ficou favorecida nesta foto.."  :S

terça-feira, 23 de agosto de 2011

...

Este vestido aqueceu-me o coração.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

...

Gosto de estar à porta do provador, à espera que a menina entregue o cartão com o número de peças e me pergunte sempre...
- "Para experimentar?"
Não querida, estou só a ver se sinto empatia com o tecido...

...

São Pedro, can we talk?

Eu sei que, no sábado, por causa daquele jantar outdoor, chato e entediante, que ia ter, do qual preferia ter o cabelo igual ao Bonga, a ter que ir, disse que,
e cito: devia chover forte e feio.
Pois bem, São Pedro, eu sei que me tens em grande conta e consideração, mas eu já tive que ir ao jantar e já, por isso.. é capaz de ser escusado esta brincadeira toda de chuva torrencial, trovoada e vento, sim?
Foi muito giro, gostamos todos muito, eu ate já bebi hot coffee com torradinhas e tudo, mas é capaz de já chegar tá?

Vá, um beijinho grande e
juizinho seu maroto.

Sempre tua.
Eva Luna

domingo, 21 de agosto de 2011

...



Tenho vindo a perceber que não há pior do que crianças mal educadas e pré-adolescentes parvos e irritantes.
Dá-me uma vontade de os correr à bofetada.
Os paizinhos fazem-lhes as vontadinhas todas, por isso, ao primeiro não quase que cai o Cristo em Almada.

Vamos lá dar-lhe uma PSP senão o menino chora e é um problema. Vamos educar? Não, não estou para isso. O miúdo tem 12 anos e quer fazer um furo para usar um brinco? Sim, senão ninguém o atura. A menina tem 14 mas quer sair a noite? Sim, ate porque aos 14 anos o que mais abunda é coerência e bom-senso, vamos deixar. Vamos ensinar as crianças a dizer desculpe e obrigado? Não, que isso era uma grande chatice.
Depois saem aqueles putos irritantes, irritantes, irritantes e que serão adultos, com certeza, mutissimo bem formados. Aposto que sim...

sábado, 20 de agosto de 2011

...

Então eu ando com estas pulseiras e só agora percebi que são as tão faladas pulseiras da Sara Carbonero.
Eu, que acho patético usar algo só porque alguém usa, ou ir a correr comprar só porque alguém tem. Mas, pronto lá aconteceu.
Chamam-se decenarios e cada cor corresponde um significado.
A Shakira e a Sara C., são algumas das celebridades que as tornaram um it em Espanha.

...

Ontem peguei no carro do namorado.
Em 10 minutos de condução transpus uma  contínua, deixei o carro ir 3 vezes a baixo e estacionei num lugar proibido.
Just in case, se se cruzarem comigo a conduzir.. fujam. Assim só para garantir.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

...



A palavra chave de um outfit, para mim, é sapatos.
Apesar de alguns magoarem que se fartam - bandidos.
Um blogger disse, uma vez, que as mulheres pensam que os saltos lhes dão super poderes. E eu, apesar de tudo, tenho que concordar. Não dão, mas fazem logo push up no ego.
Só têm uma coisa contra, levar saltos para os saldos é o terror. Parecemos mais magras e tudo parece cair muito melhor, depois chegamos a casa, descemos do salto e algumas das peças perdem metade da piada, sem aqueles 10 cm a mais.
Apesar disso, é com ajuda deles que saímos de casa um pouquinho mais próximas do céu.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011


Vim passar uma semana de férias com o namorado, na cidade onde estudamos.
Cheguei à minha casa cá e.. tinham cortado a luz.
Não é que não dê para fazer coisas interessantes no escuro, mas pronto.
Achamos que era melhor ficarmos em casa dele. Ohhhh, que chatice tão grande!


Ele é tão incrível, é muito mais do que eu poderia pedir.
Só não me ponho para aqui a enumerar qualidades porque ainda se me põem o olho nele e depois é uma chatice. Que o que qualquer mulher menos precisa é de concorrência.
Enfim, não preciso de muito para ser feliz, apenas dele.

Agora vou ter que ir porque.. ele fez crepes com gelado.
Esta semana e só esta semana, não me posso queixar da vida.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

...



Eu sou tão parva, tão parva, tão parva, tão parva.
Mas tão parva, tão parva, tão parva, tão parva.
Era só isso.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

...


Só de pensar que daqui a nada re-começa tudo até se me dá uma indisposição.

E o testemunho polar vai para...


segunda-feira, 15 de agosto de 2011

CSI Baby


Cenário: Festa de anos da sobrinha Catarininha. Pólo Norte e sua amiga Catarina (a Sénior) retiram-se, de mansinho, para o quarto da aniversariante com o pretexto de lhe irem mudar a fralda. Chegadas ao quarto:

Pólo Norte- Creeedooo! O meu instinto maternal baixou drasticamente esta tarde. Já não aguento conversa de bebés, pá. Que seca! Não devem fazer sexo desde que pariram, pá!
Catarina- Olha lá uma coisa, já viste aquela outra bebé na sala tão feiosa? Porra, não era suposto não haver bebés com pencas grandes, pois não? Tão pequenina e tão feia... É que aquele nariz não tem mesmo ponta por onde se lhe pegue.
Pólo Norte- Yep, tem mesmo o "nariz à boca de sino" a pobre da criancinha. Mas também não há milagres, né? Viste a fronha da mãe? Me-do. E depois aquele ar empertigado. Pffff.
Catarina- Porra, não deve nada à beleza mesmo. Feia que dói. Coitadinha da criança e da puta da genética que teve o azar de herdar.
Pólo Norte (virando-se, sussurrando e ficando pálida)- Catariiiiina, o intercomunicador só detecta vozes de bebés, ceeerto?
Catarina (enquanto olha para o objecto com a luzinha verde acesa e quase em surdina)- Não. Porquê? Aaaaaaiiiiiiiiiii...


By Pólo Norte nesta sua segunda etapa da "Volta ao verão em Quadripolaridades"

...


Vou voltar para a minha mais recente casa, lá em cima.
Ainda não a sinto muito minha.
Ainda estranho tudo, ainda não me sinto em casa.
Precisa-se fazer historia naquela casa e hoje parece-me um boa dia para começar.

domingo, 14 de agosto de 2011

...



Pólo Norte is coming ! ( But in a bike, of course! )
Que Ursa que é Ursa dá o corpo ao manifesto. )

...

Do Facebook das.. Kengas

Gosto particularmente..

De álbuns com 30 fotos, todas no mesmo sítio e com o mesmo outfit.
Tipo.. Olha para mim a atirar beijinhos. Olha para mim a olhar para o horizonte. Olha para mim a levantar o cabelo. Olha para mim a mostrar tão subtilmente o meu decote. Olha para mim a dizer adeus. Olha eu a atender o telemóvel. Epáá viram, como eu consigo fazer tantas coisas??

De outfits By Loja do Chinês..
Em que fica aquela combinação de cinto Dolce e Cabbana + umas leggings tigresse abichanada + óculos Ran Ban + sapatinho verde, de salto alto, com ar meio plastificado + argolas que cabiam lá piriquitos dentro a baloiçar + camisola do dilema ( será que é uma camisola comprida? será que é um vestido e que se acabou ali o tecido a meio da confecção? .. )

Copiar pensamentos e textos para legendar as fotos.
"Se alguma vez sentires uma briza no teu coração, sou eu pedindo-te para voltares." De filosofia profunda, o chamado serviço público, permitindo um momento de reflexão.. “A sabedoria não esta em não falhar ou sofrer, mas em usar as nossas falhas para amadurecer e o nosso sofrimento para compreender a dor dos outros.” Ou mesmo aquelas que são tão profundas, tão profundas, que se podiam enterrar a si próprias que ninguem dava por nada, como.. "A dor é uma luz acesa no apoio da evolução".

Fofuxa esta foto é para ti..
E aquela outra é dedicada ao Tony, e a outra ao pastor Alemão da minha tia que mora nos Açores, e a outra é para a minha torradeira da Hello Kitty e a outra e para a minha miguxa Taty e aquela para o irmão do meu ex.

Por último, mas não menos importante..

Kenga que é kenga, tem fotos de bikini.. dentro de casa.
Não vou a piscina? Não vou a praia? Não posso tirar fotos buéda expectaculares em bikini porque não ponho um pé fora de casa? Who cares!? Vai mesmo aqui..
Olha eu de bikini no quarto. Olha eu de bikini no sofá da sala. Olha eu de bikini na marquise..

Kengas.. A animar serões desde a invenção das redes sociais..

sábado, 13 de agosto de 2011

Das cidades que eu amo ❤


...


Estou a dar à pele como as cobras.
Bonito.

Da forma como a minha cunhada gosta de mim, se ela lesse isto, diria, provavelmente, que era por eu ser uma.
Ahh, a magia da família..

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

...


Na Zambujeira, deparei-me com uma daquelas coisas que julgamos que nunca vai acontecer connosco, que é muito à filme, que nunca vamos presenciar uma cena daquelas.

Não fosse eu uma miúda dada às mini probabilidades já deveria saber que tudo o que é flecha das probabilidades remotas vem direitinha até mim.
Sempre assim, só menos no Euromilhoes, tristeza.

Pois bem. Eu, Eva Luna Maria, andava muito bem na minha vida, na praia, extremamente ocupada com uma grande questão que preocupa a humanidade.. nomeadamente, o meu bronze.
Muito concentrada nesta questão, estava eu deitada na praia, em extremo esforço, pois de vez em quando tinha que virar o pescoço ora para a direita, ora para a esquerda para desentorpecer, para ver o ambiente da praia e tal.. eis senão quando o terror acontece.

Olho para o lado e vejo, graças às fadinhas e às borboletas a uma distância segura, um homem a tirar prepositadamente.. os calções. Homem, esse, parecidinho com.. o Mr. Bean. Como se a situação, em si, já não fosse, suficientemente, desconcertante.
Recupero do trauma e tento pensar em florzinhas e em campos de girassóis.
Viro-me para as minhas amigas e aviso-as do perigo e para não olharem, ainda vou a meio da frase já elas estão a olhar para todas as direcções à procura.
Ainda bem que eu avisei.........
Adiante.

Esquecido, superado e suplantado o trauma, estava eu sentada na rua, na Zambujeira, à espera dalas, que tinham ido a um café comprar o bilhete da viagem para cima.
Olho e vejo o mesmo homem.. a passar de bicicleta nessa mesma rua.. sem roupa.
Parecendo que não, é a imagem mais perturbadora que uma mulher pode experienciar.

Por isso, podem acusar-me que eu sou uma alma perturbada.. Porque é a mais pura das verdades.

...


"Os dados revelados pelo estudo apontam para cerca de 28 milhões de divórcios causados pelo Facebook." Nova Gente

Em suma: Facebook, disconnecting people.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

...

Eles andem aí..



Prometem-se novidade polares, em breve..

...


Ora bem, o meu primo mora em Londres.
Pela lógica do que vejo na televisão, posso pedir-lhe que me traga um LCD, uma cabine telefónica londrina, uma Speedy bag Louis Vuitton e uns Manolo blahnik, certo?

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

...


Do Sudoeste, estatisticamente falando.

- Cerca de 97,8% do publico do festival fumou erva / enrolou erva ou tocou em erva.
- Cerca de 95,2% entrou com álcool para o recinto.
- Cerca de 98,9% dos indivíduos de raça negra, que eu vi, a queixarem-se de serem discriminados, comprovou-se in loco que tinham roubado coisas.
- Cerca de 96,4% das pessoas sofreu queimaduras solares durante o festival.
- Cerca de 94,8% foram assaltadas.

Só digo uma coisa. Se eu tivesse que pagar toda a erva que, passivamente, ajudei a fumar, tinha que hipotecar tudo, pelo menos, ate aos 53 anos.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

...


Do Sudoeste

Ainda no sábado estava em Bragança e no domingo já estava no Alentejo, já vivi o Sudoeste e já rumei para casa, para Norte, carago.

Factos:
1. Já há 8 dias que não conhecia a cortesia de um banho quente.
2. Já há 8 dias que o meu cabelo não conhecia o calor de um secador.
3. Já há 8 dias que adoptei um estilo alimentar chamado de atumnismo.
4. Já há 8 dias que acordava com pessoal a gritar "Alvorada".
5. Já há 8 dias que dormia num plano semi-inclinado.
6. Já há 8 dias que não dormia num colchão em condições.
7. Já há 8 dias que não sabia do que se passava com o mundo.
8. Já há 8 dias que tinha deixado a civilização.

Voltei a casa e precisava de me sentir com banho tomado, com cabelo macio e de ( aii, que saudades!! ) calçar o meu salto alto para me voltar a sentir, outra vez, mulher. Coisa que com tanto pó, tanta lama, tanto cabelo partido, tanta unha lascada e tantos bichinhos, a viver perto de mim, estava difícil. Finally, home sweet home.

domingo, 7 de agosto de 2011

Porque eu nunca me esqueço de ti


És o meu mundo.
Volto em breve para os teus braços, asap, prometo.
Lugar esse de onde nunca me deverias ter deixado sair. É lá que eu pertenço.
Amo-te para sempre meu homem.

...


Não sou muito dada a grandes confianças.
Não sou muito dada a grandes conversas logo no primeiro instante. Gosto de sentir a terra que estou a pisar. Gosto de ir desbravando algum terreno, ter algumas certezas antes de mostra quem sou.
São raras, e talvez até conte pelos dedos das mãos, as vezes que fui expansiva na primeira vez que conheci alguém.
Não chamo ninguém de melhor amiga num mês, nem em um ano e dificilmente me dou a conhecer tal como sou, nos primeiros meses.
Sou assim, não é algo que tenha decidido ser, ou nenhuma atitude que tenha decidido tomar. Apesar de tudo do que possam dizer, gosto e reconheço as vantagens de ser assim.
Só dou confiança a quem quero.
Logo, consigo controlar melhor com o que é que posso contar. A minha teoria é que as pessoas só abusam porque lhes é dada confiança a mais, a más pessoas, a pessoas erradas, e, sobretudo, mal intencionadas.

Uma colega minha no outro dia disse-me, que lhe disseram, "que me achavam muito altiva, meio que a roçar a arrogância e a indiferença, que quase que se sentiam amedrontadas/os comigo." Soou-me a elogio. E é assim que eu quero ser.
A escolher os meus a dedo. Destrinçar o diamante, da pedra. Para é que quero pedras na minha vida? Ela, por si só já nos dá tantas.
Sei que os maiores abalos só podem ser causados por pessoas muito próximas, então quanto melhor elas forem escolhidas menos hipóteses tenho de uma facadinha que me afecte.

Já vi tanta gente a ser mal falada por supostos amigos e amigas, "ai, tao amiguinhos que nos somos" e mal viram costas, espetam mais um bocadinho a faca, torcem e retorcem até sair sangue. Já vi tanta gente a contar segredos, que os ditos amigos lhes contaram em confiança, já vi tanta gente a fazer troça de quem mais os ajuda.
Tenho comprovado esta teoria com o que vejo, as pessoas que mais dão confiança a toda a gente, estão mais susceptíveis de más coisas, de más pessoas ( e o que há por ai de más pessoas.. ).
Porque o ser humano é naturalmente ingrato, esquece-se rapidamente. A memoria é algo que se dissolve facilmente com o tempo, porque cada um quer chegar onde quer, esquecendo-se que há pessoas pelo caminho. São capazes de tudo. Das piores coisas.
Quanto menos é a confiança que se dá indevidamente, menos as pessoas abusam, menos os outros sentem fragilidade, menos conhecem os pontos fracos de alguém, mais forte ele é e menos esse alguem é atingido.

Aos meus verdadeiros amigos eu chamo de núcleo duro, e é por alguma razão.
Valerão sempre mais 5 bons amigos do que 100 medíocres colegas.

sábado, 6 de agosto de 2011

Porque eu nunca me esqueço de ti


Agora que penso, já estou há muito tempo sem ti. Não sei como tal aconteceu.
Adiante. Namorado, já falta pouquinho. Daqui a nada voltamos a estar, finalmente, juntos. Prometo.
Porque eu ainda vou arranjar uma forma de te sequestrar.
Que isto de ter que dividir a tua atenção com o mundo não dá com nada.

Amooor, eu morro de saudades. Sofro de saudades tuas, como se elas fossem patológicas e, pior, crónicas. Sem possibilidade de cura ou tratamento.
És o melhor menino do mundo, meu anjo.
See u soon my dear.
Love u.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Porque eu nunca me esqueço de ti


As saudades apertam cada vez mais?
Se a vontade é de ir a correr para os teus braços em slowmotion?
Se era contigo que eu queria partilhar esta tenda t4?
Se eu queria ter bateria para falar contigo a cada 5 segundos? Siiim, claro que sim.
És metade de mim. Não há nada que eu possa fazer.

E ahh, não sei se te disse, no contrato que assinaste dizia que, uma vez minha, essa metade já não pode ser devolvida, meu amor.
Lamento, mas sabes como são aquelas clausulas pequeninas, são sempre um problema, é o que é, devias ter lido antes.
Mas pronto, acho que já não há muito a fazer. Deixa lá meu amor..

Namorado, agora mais a serio, és a minha vida. Mas és mesmo. Cuida-te porque eu quero-te bem. Prometo que devolvo todos os beijinhos, em falta, acrescidos de juros, prometo.
Amo-te muito

...


As maiores desilusões vêm sempre de quem nos é mais próximo.
Com quem se tem fortes laços, grandes ligações.
As maiores desilusões vêm quando se começa a enxergar o que nunca quisemos ver com claridade.
Vemos o que sempre esteve ali e apenas era necessário um exercício básico de A+B, para o descortinar. Porque recusamo-nos sempre a admitir, evitamos julgar, adiamos pensar, não somamos as parcelas, não contamos os estragos ao longo do tempo.
Em vez disso, desenvolvemos afectos, aproximamo-nos, deixamo-nos conhecer. Sem perguntar. Sem questionar. Sem nunca por nada em causa. Confiando e acreditando cegamente.
No meu caso, desiludi-me com alguns tios e primos, pessoas que me habituei a ter sempre por perto.
Pessoas que eu achava próximas, muito próximas e, que no fundo, o tempo mostrou que, afinal, não o eram assim tanto.
O que era real, era apenas a projecção de que seriam próximas e pouco mais.
Já sonhei que me tinha tornado fria, indiferente, pouco dada a conversas.
E acho que é assim que se tem de ser.
Menos hipocrisia. Menos sorrisos para quem não os merece, sobretudo aqueles que são só porque sim, só porque é educado, ou parece bem.

Mais sinceridade, menos pretensão, não me lembro de ninguém que tenha sido muito feliz a viver de aparências, de wannabes, passar a viver mais da vida do que se quer parecer ser e menos "vamos fazer de conta que não se perdeu tudo o que se perdeu". Não deve ser difícil, que tal tentarem cara família, parece que é isso que somos, não é, tentarem assim só um bocadinho, hum?

Flickr Images