sexta-feira, 30 de julho de 2010


Sem hipocrisias, sou contra heranças. Totalmente contra.
Quando as coisas acontecem quando têm que acontecer e quem nos deixa, nos deixa numa altura em que as coisas têm que acontecer, pela ordem natural da vida, não deviam deixar herança.
Coisas que não tenham valor simbólico, acho mal.
Acho que se deve aproveitar o dinheiro e bens, usufruir deles até ao fim, em prol de uma qualidade de vida maior. Se houver filhos e essas possibilidades, ajudá-los em vida e ver os efeitos benéficos por isso provocados e nunca algo póstumo.
Antes não deixem nada, apenas a saudade nos corações de quem fica.

Tao phophinho..


Os meus amigos são os melhores do mundo.
Hoje, um deles veio buscar.me às 6.55 para irmos para a praia.

(Ele liga-me às 6.40 e já se sabe que 15 minutos mais cedo para uma mulher é dramático)

Eu (em pânico): O quê, já estas a chegar? Mas.. mas.. combinamos para as 6.55.. é que..
Ele: Não, calma. É só caso tivesses adormecido, acordavas com a chamada e ainda dava tempo para ires..

Tãoo fofy :)

Eu gostava de saber onde, gostava..

Eu: Perdi 10€..
Ele: Onde?

Claro. Faz todo o sentido. Então se eu os perdi é lógico que não sei onde foi, caso contrário, não os tinha perdido, simples não é. Porque.. caso soubesse onde eles estavam, não seriam perdidos mas deixados num lugar com auto-consentimento. Não é assim tao difícil...

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Fechado para balanço


Queimaduras nos tornozelos: Check
Restaurante liiiindo, óptimo, espelhado e com uma vista incrível para o mar: Check
Não jogar nada de futebol de praia: Check
Amigos do melhor que existe: Check
Sol e ondas óptimas: Check
Muitas horas de viagem: Check
Drogáádo no metro: Check
Assistir um jogo do mundial de vólei (então temos cá um mundial de vólei e ninguém nos diz nada?) Check
Irmã mais nova de uma amiga a perguntar se os tubarões fazem xixi? Check
Voley e jogo de futebol no fundo do mar: Check
Putos a correr e a jogar areia? Check
Amiga, que já não víamos há um ano, que se meteu na mala de um carro para nos fazer uma surpresa: Check
Guarda sol usado como pára vento: Check
Esperar uma hora porque não se chegou a tempo de um comboio: Check
10€ perdidos não sei onde? Check

Foi um dia incrível. O conceito da palavra 'Amigos' (daqueles do coração) justifica isso.

Mensagem recebida da prima


"Estou a ser chatinha com a cena do *****, não estou??"
Achas?? Nããããããããããã....

quarta-feira, 28 de julho de 2010

E assim se sabe o que eles acham de nós...


Criamos amigos, mudamos as fraldas à amizade e depois, em alguns casos, é vê-la crescer forte e sadia.
Anos depois, numa conversa de telemóvel ficamos a saber, a frio, o que um amigo daqueles mesmo amigos, amigos, acha de nós.

(Hoje ao telemóvel)
Eu: Oiii, diz..
Ele : Estavas a dormir?

ERAM 4 DA TARDE SENHORES... ENFIM...

It's a she.. really?


Eu proponho o exercício mais ou menos como se faz com o quadro daquela senhora que está no Louvre. Are you ready?
Vamos lá. Peguem na mão e coloquem na horizontal, (eu sei que não é fácil mas vá lá façam um esforço). Já está? Agora aproximem da menina e tapem a parte superior do corpo e visualizem a imagem.

Sou só eu que imagino um nativo da Costa do Marfim?

A legenda desta foto, era algo do género: "Brasileira mostra corpão em Ipanema".. A sério? Que me-do..

...


Amanhã vou passar o dia inteirinhos na praia, por isso, até lá, este blog estará num estado pré-praia.
Pede-se compreensão pelos devaneios praísticos da autora, que seguramente se encontra em coma parcial de faculdades mentais, possibilitando apenas post's melosos com factor 30 e geladinhos Perna de Pau.
Obrigada.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

...


Há dias bons, mas há noites melhores ainda..

domingo, 25 de julho de 2010

A minha prima ataca de novo..


Isto quase que já tomou proporção de saga e o título parece-me adequado ao género.
Houve arranjinho, sem maneira de fugir.
Eu, ela, o marido, e o amigo deles.. Double date, seams fun, hum? Maybe not.
Não sou de conversa fácil quando não tenho confiança, não sou de todo, e sei complicar as coisas, óh se sei, mas também não quis ser pouco educada, enfim.
O rapaz, afinal, (lá tenho que dar a mão á palmatória), parece bom rapaz e foi cinco estrelas comigo.
Ele esforçou-se por criar conversa, mesmo, ao limite, e qualquer cena que eu dissesse era, para ele, uma vitória. Não é por mal, querendo ou nao, eu é que sou mesmo assim.
Passeamos, tomamos sumo de frutas no shopping, e acabamos a comer crepes com gelado e chocolate quente à beira rio.
Restaurante caríssimo, por sinal, e ele não me deixou pagar nada, nadinha, onde quer que fossemos, parecia impossível porque os empregados aceitam mais rapidamente dinheiro de um ele, que de uma ela, que estigma mais parvo, enfim.
Descrição do individuo: 25 anos, vida muito confortável e perfeitamente organizada, alto, sereno, não fuma, bláblá..
A questão é, eu sou completamente apaixonada por outra pessoa, com a qual namoro. Situação que a família não esta a par, por isso, e mesmo dizendo à minha prima que não estava prai virada, a ver se ela percebia, fui catapultada para esta situação quase sem opinião na matéria. Bonito, não é.
Não quero ser indelicada nem posso, porque é um grande amigo deles e ele foi impecável comigo. Enfim, a situação está a chatear-me particularmente, mas há que tentar resolver as coisas.
Há cenas que superam a ficção. A minha vida prima por coisas assim.
Sempre escrevi aqui o que me apetecia escrever, cenas ao lado. Hoje apetecia-me escrever, exorcizar uns tantos fantasmas que me atormentam, mas não consigo, simplesmente não consigo.

Só para me tentar mentalizar..

Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer. Isto não me está a acontecer.

Serviço público


Ah Eva Luna, o teu blog não serve para nada, só futilidades e banalidades aleatórias da tua magnífica e incrível vida.. Oh, Eva Luna, isto não tem interesse nenhum, pensam vocês. Pois que se enganam, este é também um espaço de serviço público, por isso, deixo-vos a colectânea que mais me mexeu com a minha cabeça ( e sistema nervoso no geral ) nos últimos tempos, é o último grito.. a compilaçao dos melhores hits... Quem é amiga, quem é??

( e para todos que não vão conseguir dormir a pensar nisso, só para esclarecer, não, aquele não é o meu dedo.. )

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Desvantagens do HD
Estava a ver um filme.. A cena era de um jogo de basebol..
Deram uma tacada daquelas valentes, daquelas que são filmadas em direcção à câmara.
Dei por mim, no sofá, a desviar-me.. .. ..

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Boa sorte André


Sweet dreams are made of this
Who am I to disagree?
Travel the world and the seven seas
Everybody's looking for something
Marilyn Manson

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Se bem que.. naquele grupo já ninguém me deve suportar, digo eu..

Eu tenho uma prima. Fantástico não é? Pronto, se calhar ate não.
Mas, o que acontece é que a minha prima é uma fofa, têm é um problema - e acho que é só comigo - , é a prima dos arranjinhos.
Eu passo a explicar, ela casou há relativamente pouco tempo e no casamento e nas saídas que fazemos todos juntos, estão sempre, por norma, o grupo de amigos do marido.
Essa prima vive na Suíça, mas de vez em quando, vem cá.
Tudo decorria normalmente não fosse os amigos dele estarem, de um x a x tempo, a dizerem que me querem conhecer.
Aliando a isso ao facto de eu sentir que ela quer que eu faça parte daquele grupo, daquela malta, assim saiamos sempre todos e tal, deve-lhe parecer giro e nada mais fácil do que me fazer arranjinhos. Entra na onda dos tipos e depois lá vêm ela com: " Um amigo do Hugo quer conhecer-te "..
Em síntese, vamos lá ver se nos entendemos e fazemos aqui as contas:
Primeira vez: Conheci um desses tipos há 3 anos, numa festa de aniversário minha, por intermédio deles. Ela começou logo com coisinhas. Não liguei a mínima ao rapaz e a coisa continuou normal.
Segunda vez: Outros dois amigos, no casamento deles tentaram me conhecer, um deles até foi insistente demais, como na altura, aqui o disse. Também não liguei puto e a coisa continuou.
Terceira vez: Veio-me com a cena, do : "Ah,, lembras-te daquele,, ele quer-te conhecer, tens que o conhecer, ele é tão giro" e deu-lhe o meu número. Toma aí Eva Luna, ele têm o teu número, agora vira-te.
Como se não bastasse ainda fez um arranjinho, uma saída à noite para que se proporcionassem coisas. Mais uma vez e já um bocadinho saturada destas histórias fiquei na minha. Nada aconteceu.

Agora, agora meus amigos, agora ela voltou da Suíça. Chegou-me há pouco a minha madrinha ( mãe dela ).. "Olha que há um amigo do H. que te quer conhecer"..
Pronto, e é assim a minha vida. Deve ser o projecto "Vamos desencalhar a Eva Luna, custe o que custar", ou é assim ou é algo do género, garanto.
( Isto porque a família ficou parada na parte da história de eu ter acabado com o ex. e devem pensar que a condição prevalece no tempo. Muito se enganam. )
Última facto da história, hoje supostamente iríamos sair todos, à noite.
Contudo, coisas aconteceram e não deu.
Mas, somando A com B, até a minha mãe concluiu o óbvio, vamos esquematizar para ver se fica perceptível:
A minha prima combinou uma saída comigo, com os meus primos e os amigos do H.
Um amigo do H. quer-me conhecer.
Logo, a saída era para que o amigo do H. me conhecesse. Bonito não é?
Contudo, a coisa deu po torto, senão ia lá chegar eu, na boa, e na volta não era mais do que ( outro ) "arranjinho".

Coisas a reter:
1. Tenho para mim que mesmo que algo se passasse e eventualmente começasse a namorar com algum deles, acho eu, que não sei se seria lá muito bem "aceite" no grupo vá, não sei porquê..
2. Eu sei cuidar da minha vida, a sério, pode parecer que não, maaaas sei, podem confiar.
3. Eu sei que os rapazes são todos um máximo, nhanhanha, mas estão solteiros, e imaginem a probabilidade de acontecer, um grupo de rapazes, segundo me dizem todos jóias de moços ( cof! cof!, devem ser devem.. ) reunidos num único grupo e maior parte solteiros, atentem na probabilidade de acontecer com um, que fará com vários. E todos interessados em mim. A sério, atentem na probabilidade de isso acontecer. Enfim, sou mesmo uma miúda de sorte..

...

Voltei a trabalhar em part-time, este fim de semana.
De modos que, voltaram a lembrar-me como funciona o mecanismo homens-empregadas de restaurante.

Um gajo qualquer: Pode ser uma garrafa de água e o teu número de telemóvel.
Eu: Fresca, natural..?
Um gajo qualquer: Se fosse da 93 ainda era melhor..
Eu: Fresca, natural..?
Um gajo qualquer: Se não for também não há problema..

Digam-me se há condições, há? Não. Pois que não.

Homens...

Perguntei-lhe se tinha secador, ele disse que sim. Apareceu-me com isto..


Homens, isto é que é um secador..

Só para esclarecer..

domingo, 18 de julho de 2010

...


As minhas amigas andam, a maior parte delas, tão viciadinhas em tabaco, é que já não é só na desportiva, só naquela, já passou a outro nível. Isto anda bonito, anda.

não tenho sono,, que querem.. depois dá nisto


Em tempos de escola, da escolinha, dos 14/15 anos ( vulgo idade da parvoíce ) havia um rapaz na minha escola ( haviam mais mas é sobre este que quero debitar coisas ).
Esse rapaz era dos mais giros da escola, ( nessa idade o conceito de giro passava até mais pelo alarido das raparigas em relação a eles, do que propriamente por atributos físicos surpreendentes mas claro que, por norma, tinham características agradáveis ao olhar, vamos pôr as coisas nestes termos. )
Ele em particular, era ( e é.. ) loiro, tinha ( e tem.. ) olhos azuis, e jogava ( humm,, já não sei se ainda joga tão bem) futebol. De qualquer forma, são critérios únicos e particulares que faziam 99,9% das miúdas andar a suspirar pelos cantos. Género burrinho burrinho mas giro que doí. Oh meus amigos, com 14 anos, ele podia nem saber ler que acho que as miúdas nem se importavam, mas pronto.
Um dia, do nada, esse miúdo disse-me que gostava de mim e eu, deficiente mental, como a idade assim o permitia, achava giro estar nessa posição e deixei-me levar pelo encantamento da coisa. Namoramos, e vamos chamar-lhe isso porque na altura era isso que lhe chamávamos, uns tempos.

Mas Eva Luna, tas a escrever o post as 4 da manhã, para que raio queremos nós saber do namorado do 9º ano? Calma, já vão perceber.

Hoje estive com ele. 5 anos volvidos. Ele namora com uma amiga minha e fomos todos tomar café. E ele, um dos rapazes mais giros, mais pretendidos, mais mimimimi, agora é o maior turn off. Estive uns tempos a ouvi-lo sobre as problemáticas associadas a.. entregar pão.
Não é que não as tenha, acredito que sim, não é que seja nada indigno, muito pelo contrario, mas ouvir, no meio de um grupo de estudantes universitários, cheios de sonhos e expectativas, um rapaz de 20 anos, conformado à vidinha , que quase que se lhe traça a vida enquanto ele fala sobre a dificuldade do trabalho no Natal porque é entrega de pão, bolos-rei e pães de ló.
O trabalho é dignissimo, a falta de metas é que não.
Ele e a actual namorada ( na altura também das mais giras da escola ) não entraram na universidade, perderam-se algures pelo secundário quando as disciplinas se tornavam mais, e mais complexas. Se faz falta escola? Se faz falta a capacidade de desenvolver raciocínio, de debitar sobre o mundo, sobre a ciência, a actualidade, de livros? Acho que sim. Se há pessoas que a têm mesmo sem escola? Há e bastantes, mas ele não faz parte delas. Se há pessoas que entregam pão que têm metas, objectivos, que se esforçam por os conseguir, por se cultivarem si próprias? Há, mas ele não é uma delas.
5 anos depois, é a imagem do culto da imagem. Felizmente que cometi esse erro aos 14 e me apercebi da insensatez. No fundo, não é mais do que uma maça envenenada.
Prova-la é um erro comum, que, mais tarde, pode ser limitativo e frustrante, a quem olha apenas por fora e não por dentro.

quarta-feira, 14 de julho de 2010


Maior parte das vezes, a vida foge do nosso controlo.
Ai, resta esperar e ver se essa mesma casualidade e trajectória aleatória das coisas nos leva até onde queremos ou se invariavelmente temos que aceitar que as coisas não são como nós queremos.

Hoje não devia estar aqui. Não hoje.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Redimiram-se.. este vale a pena

Nao quero ser desmancha prazeres mas...

Era só para avisar as 162846 pessoas que, no facebook, aderiram ao grupo "Daniela Ruah, uma portuguesa em Hollywood" que... ela nasceu em Boston.. Pois..


(alguma dúvida, google it)

...



Fim do primeiro ano. 2 Semestres. 9 Cadeiras feitas. 3 Por fazer.
Estou desanimada quanto baste e estou a pagar caros pelo desleixo. Sou uma burra, em síntese, e não gosto de me sentir assim.
As coisas vão ter mesmo que mudar para o ano, vão mesmo.
Enquanto isso, vou ali morrer, venho já.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Conta com isso.. ..


O facebook deitou por terra a popularidade do hi5. Estou nas duas redes sociais mas muito mais activamente na primeira.
De ano a ano lá vou ao hi5. Hoje fui lá e vi uma foto que me chamou a atenção e fui até lá espreitar.
Na foto, estava uma miúda e o namorado, um rapaz que estuda em Bragança, sendo que, moram os dois relativamente perto, dai o interesse.
O que é facto é que o tipo é do pior. Na queima veio ter comigo para lhe apresentar umas miúdas que estavam comigo e na noite já me veio pedir para conhecer as minhas amigas.. um belo rapaz, portanto.

No hi5 dela, na descrição da foto, estava: “Nasces-te para ser um bom namorado e um marido ideal”
...
Não parei de rir até agora (e de ter pena, convenhamos).
Também pela parte do "nasces-te" mas sobretudo pelo amor ter essa vertente, a de ser cego, ceguinho..
Contudo, o gozo suplanta a pena, porque a miúda se acha o último cacho de uvas da colheita de '89, o que está visto que não corresponde.

Mas não se vê logo??




Marco?? Qual Marco qual quê.. este é o filho do Cristiano Ronaldo..

Há lá coisas...

E então que não é que o filho do Cristiano Ronaldo se vai chamar.... Cristiano Ronaldo..

sábado, 10 de julho de 2010

So truth..


Nunca se conhece verdadeiramente um homem, até ver a sua reacção perante uma buzinadela no trânsito.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Papai,, papai..


O Cristiano apareceu, por estes dias, numa revista com uma camisola igual a uma do meu respectivo.
Não sei se me agrada ou se me assusta de morte.
De qualquer das formas só espero, um dia, não ir na rua com ele e vir um miúdo puxar pela calça dele a chamar de Papá.. mas pronto.

So, do you think you can dance? - observações


Não é preconceito, longe disso, mas não é um bocado incongruente, por exemplo "a melhor bailarina de Portugal" ser.. brasileira??
É que é um questão intrínseca ao programa, porque a questão nunca foi encontrar o melhor bailarino, mas sim o melhor de Portugal..
Algo do tipo,, hum vamos eleger a melhor comida portuguesa.. e no fundo, ser eleita por exemplo.. Lasanha,, hum, não sei.. faz-me um bocadinho de espécie..

terça-feira, 6 de julho de 2010

....

O look do blog está meio atabalhoado, mas é temporário, prometo.

Dava bem-à-vontadinha uns 5 centímetros de cintura para ir ao Alive ver os Pearl Jam. Contudo ainda estou com exames e ainda tenho Bioestatística para fazer, poooooor isso, não dá.. só boas noticias, portanto.
Ontem, lá, os termómetros chegaram aproximadamente aos 50º, por isso, hoje acho que vai ser animado (se as pessoas sobreviverem, senão, é capaz de não ser tão giro.)
Resta esperar para ver.
É, ainda, de salientar que este semestre a disciplina a que menos fui, foi curiosamente a que tirei melhor nota, acho que posso tirar umas ilações a partir disto..

domingo, 4 de julho de 2010

Homens...

Que nervos a história do Preciso de te fazer uma pergunta, mas só pode ser depois.. com calma..
Cuidado, se não qualquer dia podemo-nos vingar com o ah, a menstruação atrasou este mês mas depois falamos.. com mais calma.. a ver se vocês gostam.. GRRRRR!!!

sábado, 3 de julho de 2010

Queridaa.. essa parede não era branca??... Sim.. era..

Hoje voltou a baixar em mim, salvo seja, o espírito Querido Mudei a Casa, que aqui em casa é mais ou menos como Pai, Mãe, virei tudo de pantanas. Vá também não é assim, normalmente as coisas resultam e a designer de interiores que há em mim tem dado frutos reconhecidos, há mérito, há mérito (cof, cof)..
Contudo, é sempre uma experiência que é preciso ter cuidado,, da última vez que aconteceu uma parede da sala acabou pintada de vermelho, e o tecto da casa de banho de cinzento, entre (muitas) outras coisas. Correu bem? Sim, mas podia ter corrido mal por isso vamos com calma.. Quanto a hoje, também correu bem que é como se quer.
Há, já, novos planos para o meu quarto, algo arriscado mas give me time people ( e deixem-me acabar os exames) que as coisas acontecem..

sexta-feira, 2 de julho de 2010

...

Tenho andado com um ânimo de uma tartaruga na Polónia.
Acho que preciso de tratamento, preciso da sessão de terapia habital. Preciso de levar o meu Visa a passear pela Mango, está visto.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Só para dizer que..

A minha sogrinha joga farmville. E pronto, é isso.

Flickr Images