quinta-feira, 12 de abril de 2012

Pós-frequência


 
Eu sei que isto faz de mim uma pessoa pior, mas tenho fortes desejos que a minha professora seja atropela por um camião TIR.
Em dezenas de exercícios não tínhamos nem um do género daquele que saiu no exame, não está na sebenta, não está nos livros, não explicou na aula, nem sequer um parecido. E só com a resolução do primeiro é que era possível fazer os restantes.
Em suma, espetei-me ao comprido.
Vou só ali praticar o suicídio e já volto.

1 comentário:

Miss S disse...

Puf! Compreendo-te! Já tive professores que diziam que "isto não sai no exame" ou "não precisam de saber fazer estes cálculos,porque a fórmula aparece no exame". O melhor foi um que colocou uma pergunta com termos que nunca tinha falado na aula nem havia nos livros! Quando cheguei aos exames,fiquei arrependida de não ter levado uma caçadeira de canos serrados para lhes fazer pontaria na mona!

Flickr Images