sexta-feira, 13 de julho de 2018

Casados à primeira vista


A Sic Mulher exibe um programa australiano que a tradução é Casados à primeira vista, quase que podia ser na TLC, mas não é mesmo na Sic Mulher.
Aquilo é simples: 3 especialistas fazem matches dos perfis das pessoas que se inscrevem e decidem casar aquelas duas pessoas com base em ciência tão fidedigna como "ela tem um filho e ele não tem nenhum, ora era mesmo aquilo que ele precisa para ter a noção de família" e puff, fez-se chocapic. No casamento é a primeira vez que estão juntos e depois disso é acompanhar como corre a lua de mel e a vida em conjunto.
Quem participa sabe ao que vai, a coisa pode correr bem ou pode correr mal. Normalmente corre sempre mal (qual será a razão??). 
Primeiro porque os especialistas não têm em consideração a zona geográfica e as pessoas até podem se identificar uma com a outra mas daí a deixar a vida toda, trabalho, família e casa por um/a desconhecido/a que mora a 1000kms de distância vão outros 500. Outras porque os critérios para juntar as pessoas parecem ser do género "eck, este já andou com muitas, por outro lado esta também já andou com muitos, vamos junta-los que deve resultar". Mas claro que deve haver mais rigor científico destes "especialistas", cof cof..

E depois é ver o bonito que é aquilo tudo a descambar. Oh amigos... mesmo quando as pessoas se conhecem durante anos a coisa corre mal, quanto mais casar com um estranho, mas pronto que "a gente" precisa é de entretenimeno e este programa vem preencher a lacuna da temática "Casamentos" na tv. Já só havia o Say yes to the dress, o Quatro casamentos, o Unveiled, o My big american gipsy weddings, o Brides of Beverlly Hills, o 90 days to wed, Extraordinary Weddings, o Bride By Design and so on, and so on. Ufa, que fiquei cansada.

Já que estamos nesta temática uma colega minha vai casar em Agosto e até ao momento já tem, pelo menos, 170 pessoas confirmadas. Parece-me assim coisa para ser um pouquito exagerado, não? Se calhar é só de mim.. Eu que nem posso falar que tenho uma tia cuja a família (filhos, respectivos, filhos dos filhos, namorados dos netos e bisnetos) ascendem as 50 pessoas só de uma tia, mas ainda assim parece-me depois um pouco impessoal (a.k.a: o meu real pensamento é na fortuna que isso não ia ficar) e não me imagino a ter quase 200 pessoas no meu casamento, algumas das quais sei que se a vida mudar um pouquinho que nunca mais as volto a ver, como aqueles colegas do trabalho, que mudas de emprego e nunca mais os vês. Anyway, ela só para o copo de água está a contar gastar 15mil, o vestido foi 1500 + 500€ adereços e saiotes e não sei mais o quê, o fotógrafo 2500, a lua de mel 4000.. ora bem, sem ser preciso juntar mais nada já era coisa de eu ficar a hiperventilar. 

Por outro lado é um só dia que (se espera) que não se repita e por isso que se fica com a sensação que vale a pena apostar as fichas todas, por outro é isso mesmo: um só dia, mas depois será que fica aquela sensação que o vestido podia ter sido melhor ou isto ou aquilo podia ter sido mais giro se não houvesse contenção de custos.

Quem já passou pela experiência o que tem a dizer? Qual é a vossa opinião? É um dia dos noivos e que não se repete, por isso vale o esforço ou é demasiado para um dia só, face que a vida de modos que continua?

Digam-me da vossa justiça.


2 comentários:

Timido disse...

Com esses valores era motivo para eu dizer logo à minha mulher que não havia casamento para ninguém...

O meu casamento no total ficou a menos de metade disso, mas também só tive 80 convidados...
A única coisa que chegou perto desses valores foi o fotografo, que paguei pouco menos de 2000€, mas valeu cada cêntimo, o trabalho foi excelente...

Eva Luna disse...

Tudo o que está associado à temática casamento é logo muito mais caro, mas se por um lado todos querem ter um dia memorável eu acho que seria impensável gastar tanto dinheiro num só dia.

Flickr Images