quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Primeiro dia, do resto da minha vida


 
Hoje foi o meu primeiro dia de estágio. É aterrador porque a dificuldade é imensa, eu acho. As doenças são tantas, assim como, as condutas de tratamento são tão diferentes, que é uma brutalidade.
As pessoas entram no consultório e riem e choram e contam todas as amarguras, todas as dificuldades. Saí de lá aterrorizada e cheia de medo, mas super feliz porque senti que é mesmo isto que eu quero fazer. Se for para o desemprego, vou ficar profundamente triste, porque encontrei o que realmente me realiza e essa sensação é brutal.
Amanhã já me podem deixar, parcialmente, sozinha com os doentes. A sério, a sério, só para a semana, mas o medo é imenso. Socorrrrrrro!
Enfim, já estou cheia de coisas para estudar e mais projectos ainda para fazer. Vou só ali enterrar os olhinhos nos livros e volto já.

6 comentários:

Noa disse...

Boa sorte! Vai correr tudo bem.

Carolina. disse...

Querer é poder ;)

Dri disse...

É bom saber que estás profissionalmente afazer algo com o qual te identificas mesmo. Vai correr tudo bem, se é isso que gostas mesmo de fazer! Força!
:)

Pi Maria disse...

Boa sorte! Vais ver que tudo vai correr bem ^^

aQ disse...

É só exactamente o que eu sinto sempre que saio do meu estágio, cheia de coisas para fazer, exausta mas muito feliz... E afinal algumas das pessoas não têm doenças, têm só uma necessidade extrema de encontrar quem as oiça!

Maria Pitufa disse...

Vai tudo correr bem!!

Flickr Images