terça-feira, 16 de julho de 2013

O flagelo do (meu) verão


Conseguimos atenuar a desinteria, a cólera, mas há uma coisa que não há forma de combater:
Os emigrante em França, que voltam à terra.

Só eu, tenho mais de 20 primos, em 2º e 3º graus, lusofrancious que voltam à terrinha, por esta altura.
É o pesadelo. Eles são mais que as mães e todos os anos nascem mais!! Os nomes já lhes perdi a conta: Cindy, Cathy, Silvy e tudo mais que acabe em y.
Chegam e entopem todos os sítios lúdicos, ele é piscinas, cafés, bares, festas, enfim, é uma alegria. Já para não falar dos parques de estacionamento.
Eu juro que faço um bocadinho de tudo para os evitar. Primeiro não sei os nomes deles, o que é sempre chato e depois estar a perder 20 minutos em cumprimentos, não é bem para mim. Lííívraaa
 
Enfim, é todos os anos a mesma coisa. Em todos os lados para que se vá só se ouve francês e eu juro por tudo, que se o francês não é a língua do demo, eu não sei qual será.

4 comentários:

nobady's listen disse...

Bonjour :)) ahahah

eu sei eu sei ... também conheço uns quantos... não se aguenta :D

Nadinha de Importante disse...

São avecs, mesmo o típico avec?
Daqueles que dizem valisses, beaucoup, e vienne ici(acho que é assim que se escreve!)
Muita paciência.

Ce Morena disse...

Como eu compreendo isso! Eles estão por todo o lado.!

S* disse...

Deus te dê paciência!!

Flickr Images