quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

O karma vai voltar to kick me in the ass, é que só pode.


Como eu tenho contado aqui isto de ter ficado desempregada pôs-me a mexer mais do que se tivesse a ser perseguida por um urso. Mandei currículos, respondi a anúncios, bati a muuuuitas portas, chateei muitas pessoas. O que é facto é que a coisa deu-se, falta-me formalizar o contrato por questões burocráticas, que levam o seu tempo, mas penso que deve estar para breve. 
Tudo normal, eis senão quando ontem me ligaram com uma outra proposta, de uma das portas a que eu tinha batido há 2 meses atrás. Também era uma proposta que me aliciava imenso e que me permitiria ficar a 5 minutos de casa, mas tive que recusar (com uma faca espetada no coração) porque já tinha aceite outra, de que falei aqui, que é mais longe, mas igualmente aliciante.
No total, ao longo deste processo já tive que recusar 2 propostas e 1 reunião de recrutamento, o que me deixa meio parva. Ontem quando a senhora me ligou a pedir que lá fosse entregar os meus documentos, para começar a tratar de tudo, fiquei de tal modo apática que a senhora achou, por 2 vezes, que a chamada tinha caído.
 
No futuro, o karma vai voltar to kick me in the ass, é que não há outra hipótese, certo? Quando eu voltar a precisar o meu karma vai voltar com um: ai precisas? não tivesses recusado. Agora não há nada para ninguém. Vai ser assim, estou mesmo a ver. Quase que me sinto culpada por dizer que não, mas como já aceitei uma, não há muito mais que eu possa fazer senão recusar as que vieram depois dela, por muito que eu as quisesse aceitar e por muito que fossem desafiantes.

5 comentários:

Na Província disse...

Que tudo corra bem!
Beijinhos

Noa disse...

É sinal que te mexeste bem! mas vais ver que fizeste uma boa escolha ;)

A Pimenta* disse...

Não te podes sentir culpada. Isso seria se não te tivesses comprometido com uma entidade patronal. Conheço algumas colegas que andaram anos e anos atrás de um emprego na área delas. Quando já tinham desistido e enveredado por outra área, nada relacionada com a sua, foi quando apareceu a grande oportunidade.
Há que agarrar com força este trabalho e não penses no resto!

A Página Trinta disse...

Oh minha querida, a isso chama-se ter palavra!:)
Por isso não há castigos para as pessoas que são do bem!!
Estou a torcer por ti!:)Beijinhos***

Susana Santos disse...

boa sorte :)

Flickr Images