terça-feira, 21 de março de 2017

Guia de viagem #Amesterdão

Companhia: Vueling
Preço ida/volta: 63€
Estadia: AirBnB

Com mais de 50 museus e mais "500" ruas para descobrir a passear pelos canais, não falta o que fazer em Amesterdão. Haja apenas dinheiro e disposição.
É uma cidade linda, apanhamos bom tempo e voltei a mal conseguir andar de tanto que percorremos a pé aquela cidade.

No primeiro dia seguimos até à Fábrica da Cerveja Heineken e logo em frente compramos bilhetes para a viagem de barco pelo canais. Seguimos para este museu, o Museu Nacional (Rijksmuseum), para quem não se apercebe o acesso aos jardins do Palácio, ao lado das famosas letras, é gratuito e que dá para descansar um pouco desta confusão. Subimos às letras - morri de medo - e tirámos as fotos da praxe.

Resultado de imagem para amsterdam

Seguímos para a viagem que tínhamos comprado. Se tivessemos reservado pela internet teria ficado 4€ mais barato. Assim pagamos 16€/pessoa, mas valeu o dinheiro. A companhia foi a blue boat e tem audio incluído em português.

Resultado de imagem para tour canal amsterdam

Seguimos para o Centro de Amesterdão a pé e fomos até à estação central.

Resultado de imagem para central station amsterdam

Apanhamos um barco e fomos até ao A'dam Lookout, um edificio que tem um vista panoramica sobre Amesterdão, 15€/pessoa.

Resultado de imagem para a'dam lookout

E que tem o mais alto baloiço da Europa.

Resultado de imagem para a'dam lookout

Tivemos que aproveitar o bom tempo, nesse dia. Compramos a entrada premium que dá para subir ao edificio durante o dia e outra durante a noite e valeu a pena.
Comemos as melhores bolachas de sempre. Feitas na hora e quentinhas, num mercado de rua muito conhecido mas que falta agora à memória. 

Resultado de imagem para stroopwafels market

Fomos ao mercado das Tulipas, mais ainda não havia muitas porque os campos das tulipas também só abrem no fim deste mês.

Resultado de imagem para amsterdam market tulip

Passamos na casa de Anne Frank, na estátua, fomos à biblioteca municipal, ao Starbucks onde uns espanhóis que estavam ao nosso lado foram assaltados (assunto para outro post) fomos à red light district (o namorado não queria muto, ah estámos cansados, ah já andamos às voltas e dar de dar com as piquenas, enfim. Eu lá ia a Amesterdão sem ver a red light com os meus próprios olhos? Nem pensem. Insisti (irónico mas pronto) e lá demos com o sítio. Wow, as ruas ficam mesmo com luzes vermelhas e é shows + 18 porta sim porta sim.
Andamos muito, conhecemos a cidade e não me importava nada de lá voltar.
É fantástico. O único risco é ser-se atropelado por uma bike a toda a velocidade, pois são aos milhares de ciclistas por todo o lado. 
Agora ao ler o post da L. das Horas, quando ela lá foi, percebi que deixei o comentário que "estava na minha lista" mas estava eu longe de perceber que lá ia tão cedo e que ia merecer tanto a viagem.

5 comentários:

A mamã vai casar disse...

Que fotos lindas.
Quero muito ir :)
Beijinho

Tulipa Negra disse...

Que fotos lindas! Amesterdão é uma cidade que quero muito visitar =)

A Pimenta* disse...

Pelas tuas descrições, fiquei com vontade de lá ir, mas tão cedo acho que não vou pegar em malas e voar para o estrangeiro!

L. das horas disse...

ehehehe e como vou voltar agora estava a ver se descobria coisas novas... aquela do baloiço não sabia. Vale a pena lá ir? Pelo que dizes, sim, vale. O meu rapaz não conhece, vou ter que repetir algumas coisas é certo...

Eva Luna disse...

Eu fui por recomendação de uns amigos.
A entrada é cara, uma vez que apenas estás a pagar a entrada e subida a um edifício mas vista é bastante bonita, quer de dia como ao final da tarde.
Acho que só vale a pena se estiver um dia bonito, o baloiço são +5€/pessoa.

Flickr Images