quarta-feira, 30 de maio de 2018

Acho que não vos contei

mas... vi a mãe da Maddie quando estive em Londres.
Não sabiamos que no fim-de-semana em que fomos havia a Maratona de Londres e fomos apanhados meio de surpresa, no dia da maratona tivemos que sair mais cedo de casa porque iam cortar a estada ao lado do nosso Airbnb para passar a maratona. Como tinhamos bilhetes para o London Eye e este só abria às 10h atravessamos a ponte e ficamos sentados a olhar para a roda gigante e a ver passar a maratona mesmo atrás de nós, nessa altura ainda só corriam as crianças. 
Sugaditos e tranquilos quando passa à nossa frente a mãe da Maddie, aquele olhar de "sofrimento", aquela expressão que nos ficou gravada na memória foi a mesma com que estava nesse dia, é inconfundível, andou uns metros e voltou para trás e voltou a passar por nós, eu e o meu namorado olhamos um para o outro de imediato. Ia correr a maratona, tinha uma tshirt com o nome e com a causa que ia apoiar.  

Não dá para não pensar no que será que aconteceu aquela criança, não dá para não pensar que aquela pessoa podia eventualmente estar presa, se aquilo tivesse acontecido noutro país, e se aquela mãe saberá de alguma coisa, mas pelo que me parece nunca vamos saber.

5 comentários:

Clair de Lune disse...

Tenho muita pena pela criança... não merecia o que quer que lhe tenham feito. Infelizmente os pais não parecem nenhuns anjos, se ao início sentimos pena e solidariedade por eles; nos fizeram ter compaixão, enganaram-nos bem...

umadas3irmas.blogspot.pt disse...

É difícil de entender como é que crianças desaparecem sem deixar rasto ou qualquer pista, é incompreensível que não consigam descobrir nada sobre os desaparecimentos (porque infelizmente não é só a Maddie) e impossivel de imaginar o sofrimento das mães!...

Eva Luna disse...

Acredito mesmo que nunca se vá saber o que aconteceu :/

ML disse...

O caso maddie é daqueles casos que não vamos esquecer nunca...

A Pimenta* disse...

Este caso deixa-me sempre a pensar... Há gente que diz que foram os próprios pais a provocar o desaparecimento dela. Eu nunca quis acreditar nessa versão, mas a verdade é que é tudo muito estranho.

Este caso e o caso do Zé Pedro (acho que é assim que se chama aquele menino que desapareceu cá há mais de 18 anos) são casos que me chocam. Porque sou mãe e porque nem imagino o sofrimento que será passar por tal coisa.

Flickr Images