segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Vou só ali atirar-me de uma ponte, volto já..


Aulas às 8.30h e namorado doente, ele assimcomássim não quis ir ao médico.  A ponta da minha orelha era a única parte que estava fora dos cobertores e transmiu-me a sensação que estavam, sensivelmente, 7º graus negativos cá fora. Seguem-se muitos pensamentos motivacionais sobre o quão chato é reprovar por faltas quando se paga propinas, casa, água, gás, luz e viagens. Não tenho muitas alternativas. Toca a levantar. Ligo o aquecedor. Ahhh!!, Agora sim, já só parecem estar 2º negativos. Lavo a cara com água fria, para ver se desperto. O namorado continua a não querer ir ao médico (vulgo síndrome Rambo). Dou dois passos para o armário. Possa!! que a roupa está mesmo fria! O namorado levanta-se e vai à vida dele porque eu vou para a aula, ainda cheio de dores e já com um benurom na circulação sistémica. Estico o cabelo com o alisador, que marca 210º, até que enfim uma temperatura decente. Pego no telemóvel para ir sabendo do namorado e leio:
"Hoje não há aula."
..........................................
..

5 comentários:

dreaming.girl disse...

Isso quando acontece é tãooooo irritante =/

http://agirlsdream-blog.blogspot.com/

parafina falsificada disse...

Opá... isso é muito chato!

Nocas disse...

Ao menos não chegaste a sair de casa!

60 Sinais disse...

Ao menos soubeste ainda em casa...podias só descobrir à porta da aula...isso simmmm seria uma boa trampa (va tou a tentar ser positiva...namoras com o rambo as coisas não são assim tão más =P)

Eva Luna disse...

Depois de sair realmente era pior :)

Flickr Images