sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Moving on


Num piscar de olhos deixei de ser estudante. (Como é que isto aconteceu tão depressa, mesmo?) Apesar de já ter cortado o cordão umbilical com o mundo universitário fica assim uma pontinha de nostalgia. Se por um lado estava rodeada de cobras (daquelas que falam, que como toda gente sabe são as piores), sei-o hoje com toda a clareza, óh gente falsa com quem me fui dar, mas pronto. Apesar disso, tenho uma pontinha de saudades da cidade, do espírito universitário, das boas pessoas que conheci, dos sítios familiares, do restaurante de sempre. Saudades das festas, da vivacidade e das mil coisas a acontecer ao mesmo tempo.
No final, os meus dois neurónios já ameaçavam pedir demissão por justa causa, mas até tenho saudades. Saudades de ser estudante.

3 comentários:

Ella disse...

Acho que somos um bando de masoquistas. Ser universitária genocídio aos nossos neurónios mas continuamos a ter pena sempre que pensamos no fim. É a idade certa, as descobertas certas, as pessoas certas... mesmo que tudo o resto pareça errado o saldo é positivo.

Katy Single disse...

Compreendo as saudades, mas não tenhas saudades das cobras porque quando começares a trabalhar vais encontrar algumas lol! Eu trabalho com algumas bem boas lol rsrsrsrs..

Moinho de Vento disse...

Compreendo-te tão bem... Tenho muitas saudades do tempo de estudante, mas há coisas que também não gostava de ver voltar. :)

Flickr Images