sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Não me lixem

 
Hoje vi uma senhora, funcionária pública, numa reportagem do telejornal a queixar-se das actuais reduções salariais.
A senhora que antigamente auferia 2300€, agora recebe 1700€ e dizia que "assim os trabalhadores perdem a motivação para ir trabalhar".
 
A sério? A sério?
 Estas pessoas precisavam era de uma cabeçada, bem dada.

6 comentários:

Sílvia disse...

Eu percebo que seja complicado perder uma parte do salário, mas quem me dera a mim ganhar 1700 euros. A sério acho que até dava pulinhos :(

Letrinhas disse...

Definitivamente há pessoas que não sabem o que dizem.

Eva Luna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eva Luna disse...

Com o Estado neste estado e com as reais dificuldades que se vive em Portugal, estas pessoas deviam pensar 2 vezes antes de dizer estas coisas. É chato, sim, mas há pessoas que são abrangidas com cortes recebendo 400€, 500€, 600€, por isso que caiam na realidade. Isso sim é problemático. Não falo na Bélgica, ou no Luxemburgo, mas 1700€/pessoa em Portugal já proporciona um nível de vida médio-alto. Não sei do quê se queixam, talvez o erro nem seja cortarem agora nestes ordenados, o erro esteve neste nível de ordenados que algumas pessoas se foram habituando ao longo dos anos, no sector público.

A Pimenta* disse...

Até me custa ver esse tipo de declarações. Pessoas que ganham o triplo do que eu ganho não têm motivação para trabalhar?! De certeza que não trabalha 11 horas por dia como eu e eu não por aí a lamentar-me. Há pessoas que deviam de ponderar bem as suas afirmações antes de virem a publico falar, sobretudo porque a média portuguesa de salário não é certamente o que ela aufere.

Andrea Brito disse...

Os jornalistas só vão buscar exemplos irrisórios!

Flickr Images