terça-feira, 19 de setembro de 2017

Um divórcio, um casamento e espero que nenhum funeral

Tenho uma colega que traiu o marido.

Contou a toda a gente, mas por algum motivo achou que ele nunca ia saber.
Pois que ele descobriu. Pois que se vão divorciar. 
E traiu com quem? Com um jovem (de 30 e muitos anos) que vai casar este mês. O jovem diz que casar não vai mudar nada na vida dele, que é só um papel, que é como quem diz que pode andar no rebolanço na mesma com a minha colega, para ela não se preocupar, que é como se nada fosse. Se andava antes de casar qual é o problema de andar depois? Segundo ele, problema nenhum.


Muita informação ao mesmo tempo, certo? Eu sei...

Incomoda-me levemente que alguém case com um traste destes.
Deus me livre, que não me meto na vida de ninguém, mas que a noiva dele devia descobrir ai isso devia... 



5 comentários:

м♥ disse...

Trair já é mau, mas ainda vai contar? Que tipo de pessoa é esta? Nossa...

L. das horas disse...

autch... sim, devia descobrir. Que traste mesmo. A não ser que esteja ciente e compactue. Há gente para tudo.

J* disse...

Txiii, pois devia descobrir devia! Se acha que não tem problema nenhum fazer isso já devia ter conversado com a noiva sobre o assunto e acertavam desde logo as coisas. Agora dizer que não tem mal nenhum andar no rebolanço com outra mas não contar à noiva, já dá para ver todo o mal que aí existe!
https://jusajublog.blogspot.pt/

Coquinhas disse...

Vamos todas torcer para que a moça descubra :(

Cynthia disse...

Na verdade, não faz diferença ser casado ou não, porque é igualmente mau. Eu estou junta com o B. e se amanhã assinasse o papel do casamento, e ele me traisse no dia seguinte, ia sentir-me da mesma forma que se me traisse hoje. É mau de qualquer forma e é vergonhoso o que ele anda a fazer. E ela.... enfim, ir contar? Mas é motivo de orgulho? Sem comentários. Que a moça descubra tudo!

Flickr Images